Seguidores

quinta-feira, 24 de Junho de 2010

N.º da distribuição da Pobreza Extrema no Mundo

Hoje somos 6,8 bilhões de habitantes no mundo, distribuídos geograficamente da seguinte maneira:
1.    60% estão na Ásia = aproximadamente 4 mil milhões
2.    15% estão na África = aproximadamente mil milhão
3.    13% estão na América = aproximadamente 923 milhões (sendo 342 milhões na América do Norte e 581 milhões na América Latina)
4.    10% estão na Europa = aproximadamente 684 milhões
5.    0,5% estão na Oceânia = aproximadamente 34 milhões
Todos estes números são para tentar entender o que significa 1,4 mil milhões de pessoas a viver com menos de 1 dólar por dia. Esse é o dado do Banco Mundial em 2005, ou seja, 20%, ou um quarto da população mundial vive na mais absoluta pobreza. Olhando para os números acima seria um pouco mais que a população de todo o continente africano! Se olharmos para o mapa-múndi veremos que esse número não é pouco!
Apesar de o número ser espantoso, em 1981 havia 1,9 mil milhões a viver com menos de 1 dólar por dia, o que na época representava aproximadamente 40% da população mundial. Isto não significa que hoje a situação esteja melhor....mas sim menos pior!
A tendência, segundo o Banco Mundial, é de a redução da pobreza se a longo, longuíssimo prazo!
Olhando para o gráfico, a região que mais teve redução da pobreza foi o Leste Asiático e o Pacífico nos termos do Banco Mundial, ou o mesmo que Sudeste Asiático.
O sudeste asiático é composto por Indonésia, Camboja, Filipinas, Laos, Malásia, Myanmar, Singapura, Tailândia, Brunei, Timor Leste e Vietnam.
A redução da pobreza nesta região está directamente relacionada com a instalação, por deslocalização, de indústrias de multinacionais voltadas para a exportação, que se instalaram nessas regiões explorando a oferta de mão-de-obra. Para quem não tinha nada, o pouco que essas indústrias pagavam já permitia sair das estatísticas da linha da pobreza.
Em 1981, 51,8% dos chamados países em desenvolvimento viviam abaixo da linha da pobreza, em 2008 foi para 25,2%. A China em 1981 tinha 84% e em 2005 foi para 15,9% da população vivendo com menos de 1 dólar por dia. A Índia em 1981 tinha 59,8% e em 2005 tinha 41,6% da população vivendo com menos de 1 dólar por dia. O Brasil tinha 8,8% em 1990 e 4,2% em 2005 vivendo com menos de 1 dólar por dia.
Enfim, esta(?) é a distribuição da pobreza extrema, no mundo em que vivemos.
OBS.: O dado da série do gráfico e do texto fazem parte do relatório de 2008 do Banco Mundial
Texto completo aqui
Nota – Analisando várias fontes e várias épocas, as variáveis diferem, só não difere a variável “pessoas”.

Sem comentários: